Plantão
Mail RSS
BritAcess

Premier League considera uma rodada de jogos fora do Reino Unido


A Premier League recentemente já deixou de ser apenas uma liga de times ingleses, expandindo seus domínios até o País de Gales, com a participação de Swansea e Cardff na primeira divisão. Porém, o passo agora é maior e a visão é de um planejamento ousado. A ideia é de abrir uma rodada extra, que será disputada fora do país, em algum lugar ainda não definido, com grandes chances de acontecer na Ásia, graças ao sucesso do “Asia Trophy”, que deve ser estendido e formalizado.

Quando a ideia surgiu em 2008, ela foi prontamente criticada e rejeitada, principalmente pelos técnicos e jogadores. Sir Alex Ferguson chegou a declarar que “Eu não acho que um dia vá haver um 39º jogo e não acho que deveria ter. Eu não sou a favor disso. Você olha para a nossa programação doméstica junto das copas e isso é impossível”, declarou o lendário ex-treinador do Manchester United.
Agora com o assunto de novo em pauta, o vice-presidente da FIFA Jim Boyce disse a BBC que a preferência da entidade é que as partidas sejam em seus próprios territórios. “É algo que precisa ser bem observado pela FIFA e pela UEFA.“, completou.

Outro porta-voz ainda declarou que a torcida é um grande fator a ser avaliado para a tomada da decisão. “Mais uma vez a ideia de mudanças drásticas surgiu sem nenhuma consulta a um dos grupos que mais interessa com essa mudança, os torcedores”.

Os clubes por sua vez, parecem interessados, principalmente os com mais atração do mercado estrangeiro e mais que mais atraem torcida, como Chelsea, Arsenal e Manchester United. Após o grande sucesso dos amistosos disputados nos Estados Unidos, principalmente aquele disputado entre os Red Devils e o Real Madrid, atraindo incríveis 109 mil espectadores em Michigan, a situação pareceu cada vez mais interessante, podendo ser um outro possível destino para a Premier League.

Por falar nos norte-americanos, a decisão sofre bastante influência como o sucesso provocado pela expansão das partidas das grandes ligas americanas. Como exemplo, a NFL realiza pelo menos uma vez por ano uma partida no novo Wembley. Na edição da temporada de 2014, esse número atingiu o total de três, sendo que o Buffalo Bills também sedia uma vez por ano uma partida no Canadá. A NBA também frequentemente realiza partidas em Londres e no próximo sábado, o Cleveland Cavaliers e o Miami Heat irão se enfrentar no Brasil, no Rio de Janeiro.

Quando perguntado sobre o tamanho da influência de ter um time de alto nível jogando em seu país, Tim Leiweke, dirigente da Major League Soccer declarou: “Os americanos são mimados. Eles têm os melhores jogadores de basquete, de beisebol de hóquei no gelo e futebol americano do mundo. Mas eles não têm os melhores jogadores de futebol do mundo.”
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário